quarta-feira, 25 de abril de 2012

Gosto de champanhe, gosto dos meus amigos, mas gosto de pessoas de verdade, reais. Não gosto de gente linda, pois gente linda não existe. As pessoas são feias, defeituosas e muitas vezes ordinárias. E a gente precisa lidar com isso e aceitar que, vez ou outra, fazemos muita cagada e agimos como se estivesse tudo bem.

Clarissa Correa
Gosto de champanhe, gosto dos meus amigos, mas gosto de pessoas de verdade, reais. Não gosto de gente linda, pois gente linda não existe. As pessoas são feias, defeituosas e muitas vezes ordinárias. E a gente precisa lidar com isso e aceitar que, vez ou outra, fazemos muita cagada e agimos como se estivesse tudo bem.
Clarissa Correa

Nenhum comentário:

Postar um comentário